The Duff: Um filme que você PRECISA ver.

Oi bonitas,

Todos nós temos nossas inseguranças e receios, certo? Sempre achamos que existem pessoas mais bonitas que nós, mais ricas que nós, mais engraçadas que nós, mais mil coisas que nós. E adivinham só? EXISTEM! Essas pessoas estão aí. Somos diferentes em todos os aspectos, mas isso não torna ninguém melhor que ninguém. Essa é a lição básica do filme "The Duff" dirigido por Ari Sandel. Duff, traduzido pelo português, significa: "Amiga Designada Feia e Gorda". E a história se desenrola depois que Bianca, descobre que ela é a Duff de suas amigas. Eis então, alguns motivos pra te convencer a assistir a trama:


1) Dramas, risadas e o famoso Ensino Médio dos EUA: Não sei vocês, mas eu bem que queria viver meu ensino médio de novo, só que lá nos EUA. Com todo o drama, convites para os bailes, líderes de torcida e tudo o mais. The Duff tem isso e muito mais. Além de ter cenas muito bem elaboradas e muito engraçadas. Os atores dão um show a parte de atuação. A linguagem é simples e fácil de entender.

2) Mae Whitman é totalmente fora dos padrões: Geralmente esperamos sempre pessoas lindas e maravilhosas em filmes americanos, certo? Foi aí que The Duff me ganhou também. Por exemplo, em Meninas Malvadas (outro filme que eu AMO), a personagem de Lindsay é a patinho feio da escola, a que não se encaixa, mas venhamos e convenhamos, ela é LINDA, sabemos que aquilo é ficção. Não que Mae seja feia, na verdade o conceito "feia" não devia existir. TODAS SOMOS LINDAS DE ALGUMA MANEIRA. 



3) Trata uma questão seríssima, ciberbullying: Que é o mesmo que 'Assédio virtual'. Ou seja, a pessoa que pratica o ciberbullying, abusa do fato de estar por trás de uma tela. E usa a internet como forma de prejudicar a outra pessoa. The Duff mostra o poder que algo viralizado na internet pode ter sobre a pessoa vítima do assédio.



4) Conflitos e amizades: The Duff mostra uma insegurança que todos já tivemos com nossas amigas e amigos. "Será que fulano é meu amigo de verdade?". E no filme, a gente vê que não tem problema nenhum ter esses conflitos. É super normal. O importante é você refletir e não perder os verdadeiros amigos.

5) Wes e Bi: Óbvio, o filme tem um casal de amigos muito legal. Dá pra rir muito dos dois e o desenrolar da história é muito bacana, clássico, mas surpreendente.


6) Bianca ensina que: "Eu gosto de ser eu mesma. Não gostaria de ser outra pessoa. Eu percebi que nada disso importa pra mim. (...) Não brigue comigo porque não me importo com seus rótulos, porque no fim, eles não significam nada."

Para assistir ao filme, é só clicar AQUI.
Não esqueça de me contar o que achou.
Um beijo e até o próximo post.

Um comentário:

Arquivo

Categorias

Voltar ao topo