05 jun

Recentemente fomos surpreendidos com uma coleção comemorativa da Melissa que dividiu opiniões; até mesmo de quem curte os sapatos da marca. Para muitos, a inspiração não foi um grande sucesso e, vendo o feedback dos internautas, foi possível chegar a uma conclusão: sapato e bolsa lançados foram considerados feios.

Mas, há tempos, a moda tem estado, de fato, feia. As marcas  tem optado cada vez mais por lançar peças duvidosas que dão ênfase a ideia de unidade que o estilo pessoal de cada um deve ter. Essa anti-tendência de não vender apenas coisas bonitas e “usáveis”, pode ter tido inspiração na moda normcore, que prega apenas o conforto e praticidade das peças, independente do design.

Mas, se pensarmos na moda como ela é, essa ideia de não olhar apenas para a beleza é bastante válida, visto que o foco do mundo fashion é expressar inúmeras questões através de peças que são desenhadas para contar uma história. E hoje, sem sombra de dúvidas, vivemos em uma sociedade onde  expressar-se tem sido a “bola da vez”.

É chegado o momento de trabalharmos nosso olhar, afinal, o que é bonito? E em um mundo tão plural, o que pode ser considerado feio? Penso, inclusive, que o mundo da moda tem feito isso para nos sacanear. Em uma sociedade estética e preocupada com padrões, grifes que são verdadeiras potências vem descontruindo isso sem perder o foco nas vendas e, sutilmente, falando: “não estamos querendo agradar apenas o seu olhar”.

É lançado o desafio. Os mais ousados, aderem a tendência-não-tendência e já exploram esse momento “desprendido” do universo fashion. Os mais conservadores acreditam que essa ideia para promover o desleixo e que, inclusive, aponta uma falta de criatividade de muitos estilistas.

Eu acho libertador. É preciso repensar a estética do belo e do perfeito. Eis alguns modelos que pode, ou não, inspirar você:

 

Os sapatos atômicos da Balenciaga  foram polemizados no segundo que pisaram na passarela. O modelo foi lançado com tons vibrantes, pedrarias e tudo o mais que o tornou único… e feio.

Os “das sneakers” trouxeram à tona aquela moda que muitos homens usavam nos anos 90. Ele ressurgiu das cinzas – ou das trevas? – e agora é combinado com leggings e jaquetas oversized bomber.

Polêmicas, a mom jeans sempre está ali, jogada no canto, nunca esquecida, mas também nunca em alta. Contudo, ela resiste e compõe looks incríveis em várias celebs e fashionistas.

Repaginadíssima, a pochete voltou com tudo e agrega muitos looks nos street styles mais corajosos da vida.

Os minióculos viraram febre entre as mais fashionistas. O modelo, portanto, não combina com todos os formatos de rosto e ainda sim, foram vistos em muitos lugares por aí.