22 jul

É fato, quando o clima muda, nossa pele é a primeira a sentir. No inverno, o peeling pode ser uma boa saída para remoção de marcas de espinhas, do tempo, cicatrizes, manchas de sol e outras. Para entender um pouco mais sobre o procedimento, convidei a esteticista e cosmetóloga, Victoria Xavier, para um bate papo sobre o tratamento.

Blog: O peeling pode ser feito em qualquer tipo de pele?

Victoria: Atualmente, graças à tecnologia, temos no mercado várias opções de tratamento que podem ser realizadas em quaisquer  tipos de pele. É preciso lembrar que existem diferentes tipos de peelings disponíveis e que podem ser divididos entre: químico, físico e mecânico.

Blog: Porque ele é indicado para o inverno?

Victoria: O calor e o sol excessivo podem ser contra-indicados em alguns tratamentos, como o de melasma, por exemplo. Devido a  isso, realizar o procedimento durante o inverno pode ser vantajoso. Mas o peeling pode ser feito durante todo o ano, dependendo do tipo que for indicado.

Blog: Qual a diferença de peeling para esfoliação?

Victoria: A esfoliação é um tipo de peelingfísico, realizado por meio de cosméticos esfoliantes.

Blog: De quanto em quanto tempo é indicado que se faça o peeling?

Victoria: O intervalo entre um procedimento e outro varia de pessoa a pessoa. Muitos fatores interferem nisso, como o tipo de afecção estética e está sendo tratado, o tipo de pele, o produto que foi utilizado, dentre outros. Por isso, é preciso uma avaliação individual detalhada, feita por um profissional da área.

Blog: Qual a idade indicada para começar a fazer esse tipo de procedimento?

Victoria: A idade também varia. Não existe uma faixa etária em que o tratamento é mais indicado. Essa conclusão também é feita mediante a avaliação que também vai entender se é necessário que aquele cliente faça o peeling, ou não.

Blog: Quando ele não é indicado?

Victoria: O peeling, de modo geral, é contra-indicado quando a pele está lesionada ou quando há   sensibilidade aos componentes da fórmula que será utilizada, mas, como existem vários tipos de peelings e incontáveis produtos para esta finalidade, cada caso deve ser observado individualmente pelo profissional.

Blog: Ele deve ser feito apenas por um profissional? Ou é possível fazê-lo em casa?

Victoria: De uma forma geral é indicado que seja realizado somente por profissional, principalmente se o peeling em questão for químico ou mecânico, mas caso a pessoa tenha uma pele saudável (sem lesões, acne ativa, extrema sensibilidade, etc) ela pode realizar a esfoliação em casa. Mas, neste caso, o melhor tipo de produto e frequência para realização da esfoliação é definido com ajuda profissional.

Blog: Quais cuidados devemos ter com a pele após o peeling?

Victoria: No período pós peeling é indicado o uso e reaplicação de protetor solar com bom fator de proteção UVA e UVB ao longo de todo o dia, manter a hidratação adequada da pele, em caso de descamação não remover as “casquinhas” manualmente e evitar exposição solar e contato com o calor.

Sigam a Victoria no instagram clicando AQUI.